Quer saber quais são os passos mais básicos para fazer a silagem? Entenda como o processo funciona e fique por dentro de uma ótima dica.

A silagem é uma necessidade para aqueles produtores que lidam com gado, principalmente gado leiteiro. Entretanto, ainda restam muitas dúvidas a respeito de como fazer a silagem para que ela atinja a sua maior performance.

Todo esse procedimento não se trata apenas de armazenamento de grãos e plantas, é algo que deve ser feito com muito planejamento e estudado detalhadamente para que, de fato, os resultados apareçam como devem.

Aqui você vai entender como abordar o seu plano de silagem para que consiga usufruir ao máximo desse procedimento e, assim, prover aos seus animais uma alimentação de qualidade e muito nutritiva.

Como devo fazer a silagem: etapas precedentes

Antes de fazer a silagem é fundamental que você estude as particularidades de sua propriedade. Para começar a colocar a mão na massa, você deve refletir sobre:

  1. Planejamento

Faça o planejamento da sua silagem. Veja quantos hectares serão plantados, qual é o melhor período para fazer isso de acordo com o tipo de plantação, quantos animais pretende alimentar, quais são os riscos, investimentos e coisas do gênero.

Sem gestão de como fazer a silagem você provavelmente lidará com obstáculos pelo caminho.

  1. Solo

Sem um bom solo nada se desenvolve, por isso, mantenha as suas atenções sobre ele. Cada solo é muito particular e as ações que você deve tomar para deixá-lo rico em nutrientes dependem de alguns fatores.

Clima, composição do solo, adubação e coisas do gênero devem ser analisadas.

  1. Lavoura

Normalmente o plantio ocorre entre setembro e novembro, pois é a época do início das chuvas. Entretanto, para saber o momento exato dessa etapa é preciso que você avalie as condições climáticas.

Se você deseja que tudo esteja absolutamente perfeito, talvez seja recomendado contratar algum especialista para planejar todas essas etapas de acordo com as características de sua fazenda, incluindo sua localização.

Isso irá te ajudar a entender melhor quais são os principais processos envolvidos e como você deverá prosseguir nas próximas plantações.

Quando devo fazer a silagem em si?

Mas, finalmente, quando fazer a silagem? Tudo depende da espécie de sua plantação, mas, de modo geral, uma boa colheita é feita no momento que atinge de 30% a 35% de matéria seca, quando estamos falando de forragem.

Esse tempo para a lavoura de milho, varia de 1/3 a 2/3 de linha do leite no grão, que é quando o teor de amido acumulado está adequado para um bom processo de silagem.

Entretanto, não deixe de avaliar as particularidades da sua plantação antes de realizar a colheita e partir para o processo de ensilagem. É muito importante entender que as características que influenciam os resultados e devem ser consideradas.

Qual a importância dos inoculantes nesse processo?

Dito tudo isso, será que fazer a silagem é “apenas” passar por esses processos? Veja bem, o ideal é que você realize todas as etapas anteriores de forma adequada, entretanto, isso pode não garantir bons níveis nutricionais.

Isso porque a forragem acaba perdendo nutrientes no processo de silagem e o animal pode receber um volumoso inadequado à sua alimentação. Entretanto, hoje em dia há formas de reverter esse processo.

Os inoculantes são aditivos adicionados no processo de silagem que irão favorecer a fermentação, promovendo a preservação da maior parte de nutrientes daquela forragem.

Consequentemente, seu gado será muito bem alimentado, ficando saudável e forte. A etapa de planejamento inclui todos esses passos, inclusive a escolha do inoculante que será usado, então, faça-a com muita calma!

Entendendo melhor o processo de fazer a silagem e quais são as principais etapas, que tal entender melhor do que se tratam esses inoculantes? Na SLO Agropecuária você terá acesso a mais informações, não deixe de conferir.